Com foco no usuário, cooperativas ganham espaço na Saúde Suplementar - Notícias - AHEG - Associação dos Hospitais do Estado de Goiás

Notícias

Com foco no usuário, cooperativas ganham espaço na Saúde Suplementar

Publicado em : 23/07/2021

O Brasil é destaque mundial pelo número de cooperativas da área médica. De acordo com a OCB, com mais de 50 anos de existência, o cooperativismo de saúde está presente em 85% dos municípios do país.

A Saúde Suplementar é um setor que vem crescendo muito no Brasil. Ter um plano de saúde oferecido por uma empresa privada está entre as prioridades de muitos brasileiros, mas na hora de contratar ou renovar o plano de saúde junto a uma operadora é importante avaliar alguns itens, além do preço, como o propósito da empresa. A mercantilização do setor é apontada por muitos usuários como fator de preocupação principalmente no que se refere à qualidade dos serviços ou à falta de tratamento humanizado, na hora que precisam.

É justamente no quesito saúde humanizada que o Brasil se tornou um modelo para o mundo inteiro. O cooperativismo no ramo de saúde trouxe uma nova prática para o setor. De acordo com a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), com mais de 50 anos de existência, o cooperativismo de saúde brasileiro está presente em 85% dos municípios do país, levando saúde de qualidade para a população. 

Diferenciais

Conforme dados publicados no Anuário do Cooperativismo Brasileiro 2020, no caso da assistência médica, o cooperativismo alcançou mais de 17,7 milhões de beneficiários em 2019. Os números mostram a relevância para o segmento e para a economia, mas o grande diferencial das cooperativas de saúde é a união de profissionais com o mesmo propósito: atendimento humanizado.

De acordo com o diretor presidente da Unimed Goiânia, Sergio Baiocchi Carneiro, como nessa área os objetivos são coletivos, a preocupação em oferecer serviços de qualidade é o princípio número um dos cooperados e, com isso, os beneficiários têm um tratamento diferenciado com base em valores humanos. A Unimed Goiânia é a maior cooperativa de trabalho médico do Centro-Oeste, e atende mais de 350 mil pessoas, conta com mais de 2.800 médicos especialistas e tem uma rede credenciada com mais de 400 estabelecimentos entre clínicas, hospitais e laboratórios.

 “A medicina humanizada é a válvula que movimenta, no Brasil, o cooperativismo de saúde no segmento de Saúde Suplementar. Deixamos de entender apenas a queixa principal, e buscamos interpretar e relacionar com outros sintomas e sentimentos também identificados. Trabalhamos de forma humanizada com propósitos cooperativistas, há mais de quatro décadas”, explicou Sergio.

As cooperativas de trabalho médico, até pelo rigor para adesão de novos cooperados, têm médico capacitados, especialistas e com ampla experiência. “Nossos cooperados têm ainda a liberdade de seguir diretrizes e boas práticas do mundo todo para atender de maneira mais atualizada e humanizada o paciente, sem imposição de protocolos”, afirma o diretor de Mercado da Unimed Goiânia, Frederico Moraes Xavier. Para ele esse é o maior diferencial da Unimed Goiânia.

A constante melhoria nos índices de desempenho das cooperativas, publicados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Ministério da Saúde são, segundo o presidente da Unimed Goiânia, o motivo da conquista de um relevante espaço no mercado privado, graças à qualidade dos serviços prestados.

 

SAIBA MAIS

O que é uma cooperativa de trabalho?

Cooperativas de trabalho são associações de pessoas ou grupos com o mesmo interesse e que buscam obter benefícios comuns em suas atividades econômicas. O objetivo comum é gerar auxílio mútuo, participação econômica e progresso social para os membros da cooperativa, por meio de diferenciais competitivos.

O que é uma cooperativa médica

A principal característica da cooperativa médica é que os próprios médicos cooperados são os donos do negócio. Baseia-se no direito e liberdade de cada beneficiário escolher o médico de acordo com suas preferências. O médico, por sua vez, atua como autônomo.

Capacitação Permanente de Gestores e Trabalhadores da Saúde Durante a Pandemia na Modalidade Virtual

 25/08/2021

Prezados,   Em razão da pandemia do novo coronavírus, do surgimento de suas novas variantes com maior transmissibilidade, das altas e oscilantes taxas móveis de ocupação de leitos hospitalares Estado de Goiás, do consequente aumento da carga de trabalho, da potencialização dos riscos ocupacionais ambientais e mentais envolvendo os trabalhadores, da necessidade permanente de capacitações para a [...]

Ofício Nº 4358/2021/GS - Protocolo nº 2021/00000/033923 - Assunto: Informações acerca das Notificações de Violência - Secretaria Municipal de Saúde - Prefeitura de Goiânia

 25/08/2021

Nota Técnica Nº 01/2021 - CHIKUNGUNYA

 10/08/2021

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia, por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde da Superintendência de Vigilância em Saúde/Diretoria de Vigilância Epidemiológica/ Gerência de Vigilância de Doenças e Agravos Transmissíveis (GEDAT), divulga nota técnica atualizada sobre a situação da Chikungunya em Goiânia.   Confira na [...]