Possíveis impostos pagos a maior e possiblidade de recuperação desses créditos para hospitais - Notícias - AHEG - Associação dos Hospitais do Estado de Goiás

Notícias

Possíveis impostos pagos a maior e possiblidade de recuperação desses créditos para hospitais

Publicado em : 14/11/2023

Nos últimos anos, muitos hospitais têm enfrentado dificuldades financeiras devido à carga tributária imposta sobre seus serviços.

 

Muitas vezes, esses estabelecimentos podem estar pagando impostos a maior sem perceber, o que pode impactar negativamente suas finanças. Neste artigo, abordaremos a importância do levantamento de créditos para hospitais, comentando sobre as retenções que podem passar batido em serviços tomados pelos hospitais. Além disso, apontaremos em quais casos os hospitais podem recuperar esses valores, como é feito um trabalho de levantamento de crédito e desenvolveremos porque é seguro e um direito dos hospitais reaver esse valor se tiverem pago imposto a mais.

 

É fundamental que os hospitais realizem um levantamento de crédito detalhado para identificar possíveis impostos pagos a maior. Ao analisar minuciosamente suas operações e transações, é possível identificar retenções que podem ter passado despercebidas. Alguns exemplos comuns de retenções que os hospitais devem estar atentos incluem, mas não se limitam a, PIS, COFINS, ISS, entre outros. Ao realizar esse levantamento, os hospitais podem constatar valores a maior pagos indevidamente e, assim, iniciar o processo de recuperação desses créditos.

 

O trabalho de levantamento de crédito para hospitais envolve a análise minuciosa de documentos fiscais e registros contábeis. É necessário identificar em quais serviços prestados os impostos estão sendo retidos, analisar as alíquotas aplicadas e verificar se esses valores estão de acordo com a legislação vigente. Além disso, é importante conferir se os hospitais estão utilizando corretamente todas as deduções e isenções fiscais a que têm direito. Um trabalho cuidadoso e detalhado permite identificar os pagamentos indevidos e, assim, possibilita a recuperação dos créditos de maneira segura e dentro da lei.

 

Uma vez identificados os impostos pagos a maior, os hospitais têm o direito de buscar a recuperação desses valores. A legislação tributária prevê mecanismos que possibilitam a restituição dos impostos indevidamente pagos seja através de procedimentos administrativos ou judiciais. É importante que os hospitais estejam atentos a essas possibilidades e busquem orientação adequada de profissionais especializados em contabilidade para garantir a correta recuperação dos créditos.

 

Em resumo, os hospitais podem estar pagando impostos a maior sem perceber, por conta de retenções que passam batido nos serviços prestados. No entanto, é importante ressaltar que esses valores podem ser recuperados por meio de um levantamento de crédito adequado. Esse trabalho envolve a análise detalhada das operações e transações do hospital, identificando possíveis pagamentos indevidos e requerendo a restituição dos valores. É fundamental contar com profissionais especializados para conduzir esse processo, garantindo que todas as exigências legais sejam cumpridas. Recuperar os impostos pagos a mais é um direito dos hospitais e pode contribuir significativamente para o equilíbrio financeiro dessas instituições.

 

A KBL é especializada em compliance tributário e tem um time altamente capacitado em revisões fiscais visando a recuperação legitima de créditos tributários na sua empresa.

 

Autoria: Ivan Carlos de Lima, Ceo KBL Accounting

Ivan Filho, Diretor Comercial KBL Accounting

 

Adelvânio Francisco Morato é eleito vice-presidente da ONA

 23/05/2024

O presidente da AHEG (Associação dos Hospitais do Estado de Goiás) e da FBH (Federação Brasileira de Hospitais), Adelvânio Francisco Morato, foi recentemente eleito vice-presidente do Conselho de Administração da Organização Nacional de Acreditação (ONA), instituição responsável pelo desenvolvimento e gestão dos padrões brasileiros de qualidade e segurança em saúde.